Quer alongar os cabelos, mas não sabe qual técnica escolher? Vamos dar a dica: ponto americano. Esse procedimento é uma febre. Mas o que é? E qual o custo? O personal hair Márcio Gomes de Assis, que atende no Salão Marcelo Couto, no Shopping Downtown, esclarece tudo para a Nova Eva.

 

O método consiste em mandar tecer telas com fios naturais para serem costuradas nas madeixas, lembrando um crochê. E pode ser feito em qualquer tipo de cabelo. “No curtinho, desde que tenha de 3 a 4 dedos de raiz. O diferencial das outras técnicas é que o ponto americano dura como a queratina, uns três meses. Enquanto o adesivo, dois”, compara.

 

O tempo e o preço para virar Rapunzel variam. “Há dez anos, eu fazia muito o ponto americano. Depois veio a queratina. E, agora, o ponto americano voltou. É um cabelo que mando tecer. Depois de tecido, faço bases na cabeça da cliente com Lastex ou com Microlink. E vou costurando o cabelo tecido do implante na cabeça e moldando nuca, pós-nuca, meiuca, topo e franja, se quiser. O tempo para colocar o alongamento muda de acordo com a quantidade de cabelo e com o número de faixas. Por exemplo, com três, quatro faixas, estará pronto em 1 hora e 20 minutos”, diz.

Na primeira vez, o custo será de cerca de R$ 900. Na manutenção, com as faixas já prontas e tecidas, a mão de obra custará a partir de R$ 450. “Quanto mais faixas, mais trabalho, mais caro”, avisa.

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *